Review | Arrow // S03E01 - The Calm


Mantenha a calma, está começando a nova temporada. Está relembrando o que aconteceu até agora na série. Nossa, nem lembrava mais disso (sobre Thea indo embora com seu pai). Agora começou de verdade.

Logo no início do episódio percebemos que a cidade de Starling City está com a taxa de criminalidade baixa, devido ao trabalho do arqueiro e sua equipe. Oliver parece estar incomodado com alguma coisa. O que será que está afligindo o cara...

Lance é promovido a capitão, e em seu discurso de posse, o arqueiro é "homenageado" pelo pai de Sarah e Laurel, citando que essa criminalidade baixa só foi possível graças ao arqueiro. O velho ainda está com sequelas do que aconteceu na temporada anterior.

Falando em Laurel, ela se junta ao círculo fechado do arqueiro enquanto Felicity arruma um trabalho de meio período em uma loja de artigos tecnológicos a fim de descolar algum dinheiro. Lá ela acaba conhecendo um rapaz boa pinta - que até o momento você não desconfia de nada, apenas pensa que ele foi introduzido para mexer com o coraçãozinho dela, para que ela se esqueça de Oliver Queen.

Até esse ponto, tudo bem. Mas é exatamente aqui que descobrimos que Oliver está a fim de assumir sua vida e seguir em frente, liberando a si próprio para amar alguém. E adivinhem quem ele escolheu para se apaixonar? Felicity. Mesmo que soe um pouco "conto de fadas", parece que não é isso o que estamos querendo agora.

Nas temporadas anteriores, parece que gostávamos do amor inocente de Felicity, se apaixonando por cada mínima atitude que Oliver tomava. Agora, parece que não queremos isso... e pra concordar com a gente, Felicity - lá já no meio para o fim do episódio -, dá um tipo de fora - doloroso para ela e para nós, fala sério, dá um "nózinho" na garganta sim, quando ela diz que não era para ele se declarar para ela, que quando isso acontecesse, ela não ia aceitar... puuutz.

<SPOILER>

Mas o ponto alto do episódio não foi esse. Surge um outro vilão na cidade, clamando o nome Vertido do falecido Conde. Oliver, em meio a querer comprar sua empresa de volta e se permitir apaixonar por Felicity, é pego desprevenido. Com o arqueiro "desligado", em uma das corridas para encontrar o vilão, Sarah é morta. Para ajudar, o arqueiro Roy - que está com novo uniforme, vão atrás do Conde.

Diggle, é proibido pelo arqueiro de ajudá-los nessa missão, porque ele se torna pai. Já na luta para conseguir comprar a Queen Consolidated de volta, Oliver tem um grande adversário - bom de discurso com uma presença impecável. Quem é esse estranho? Aquele rapaz boa pinta que foi ter com Felicity na loja onde ela está trabalhando. E adivinhem. Ele está totalmente apaixonado por ela.

Em questão de minutos, descobrimos que o rapaz boa pinta, Ray Palmer, compra a empresa e Oliver perde-a definitivamente - por enquanto -, a sua tão querida e estimada empresa. Enquanto isso, eles estão tentando descobrir o paradeiro do vilão... acabam encontrando e Oliver deixa o novo Conde para a polícia pegar.

E assim acaba mais o primeiro episódio do terceiro ano de Arrow. Espera um pouco aí que estou enxugando as lágrimas de um cisco que caiu no olho aqui bem na hora que a Sarah morreu.

<FIM DO SPOILER>

NOTA: 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.